domingo, 30 de maio de 2010

Das coisas que eu escrevo...

Engraçado isso de escrever em um blog. É engraçado principalmente porque de quando em vez eu esqueço que aqui é um espaço público e que, vez por outra, alguém em suas andanças pela Internet pode acabar descobrindo esse lugar e entrando na minha intimidade.
Quando escrevia em diários me sentia segura por saber que dificilmente alguém leria as minhas bobagens, mas, aqui, estou mais exposta.
E eu sei que escrevo besteira pra caramba. E talvez quem me conhece da vida real nem acredite que eu escreveria tais coisas tendo em vista minha inabalável postura principalmente quando é assunto profissional.

Mas ai eu realmente esqueço que pessoas podem ler isso aqui e então, escrevo qualquer asneira que me venha a cabeça. Confesso meus medos, minhas incertezas, meus pudores. Relato situações vividas ou assistidas, falo dos meus amigos, dou opinião. E como eu sei que não é sempre que tem alguém por aqui, vou escrevendo mesmo tudo o que vem, sem censura.

Aí sem mais nem menos eu recebo o comentário de alguém. E fico ROXA de vergonha de ter escrito tamanha babaquice. Então que eu lembro que tenho que pensar nas pessoas que possivelmente passarão por aqui e que podem me achar uma sem noção.

Mas, e eu com isso?
Eu nunca quis ser famosa pelo que escrevo, até porque se eu desejasse isso, já estaria a um passo da frustração. Eu também não me importo com o que podem pensar de mim.

O que eu trago na minha essência não cabe nem jamais caberia nas páginas de um blog.  E eu só quero poder ter o meu cantinho confortável, com meia luz, cheiro de incenso de maça verde e um som de violino ao fundo...SÓ ISSO...

sábado, 29 de maio de 2010

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Dá pra acreditar??

Acabei de escrever o texto anterior, fiz um lanchinho, fui na academia (minha constante e já explicada luta para ficar gostosa, entenda do que estou falando aqui: http://minhastintas.blogspot.com/2010/05/qual-seu-objetivo-na-academia.html) e ao chegar em casa....a danada da menstruação chegou...

Droga...não estou grávida...não ainda..mas quem sabe mês que vem..(que Deus esteja muito ocupado e não tenha tempo de ler isso..Amém) rss

A dúvida que paira no ar...

Será que estou grávida?

  • Prós:
 1. Minha menstruação tá atrasada a 13 dias;
2. Tem duas semanas que venho sentindo TODOS os sintomas da TPM, por uns dias até notei minha barriga um pouco inchada mas já passou. Já chorei como uma desvairada, já me senti a ultima das mortais, já fiquei deprimida, já fiquei sem paciência, já senti vontade de comer todo o chocolate do mundo, já quis matar várias pessoas, já tive enxaqueca e estou sentindo enjôo...

  • Os contras:
1. Eu não tenho namorado, nem ficante, nem casinho, nem nada parecido a pelo menos 3 meses;
2. Eu não recebi nenhum aviso do Espírito Santo me informando que seria a Virgem Maria do século XXI..até porque virgem eu não sou mesmo já tem um tempo.

  • As possibilidades; 
1. Será possível alguém engravidar só por ter frequentado um motel? Sim, tem umas semanas fui para  a despedida de solteira de uma amiga em uma super suite de motel. Será que sentei sem querer no sêmem de algum desconhecido?
2. Posso estar com gravidez psicológica tendo em vista o meu profundo e inadiável desejo de ser mãe, apesar da minha total incompetência para conseguir um pai para o rebento?
3. Nenhuma das anteriores.


Essa é minha nada mole vida...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Das várias coisas que eu odeio....

Eu odeio muito, muito, muito mesmo depender de outras pessoas. Principalmente estando aqui, em uma  cidade em que não existe um familiar, amigos até que tenho mas todos com suas particularidades e vidas próprias...

Então que encontrei um apê super fofo, lindo mesmo..a minha cara e com preço razoável. Não tem garagem mas eu já ando me acostumando com a idéia de deixar o meu veículo automotor na rua.

O problema é que para alugar o imóvel eu preciso de um fiador. Aí o problema tá grande. Desde ontem que eu ando a procura de algum conhecido que more aqui e que possa ser fiador e nada. Ontem conversei com minha amiga que mora comigo porque daria pra ela me fazer esse favor. Ela tem como comprovar renda, tem endereço fixo e me conhece a quase dez anos, então, eu pensei que não haveria problema.

Na hora ela disse que tudo bem, poderia com certeza e eu falei que precisava de um contra-cheque o mais rápido possível para levar na imobiliária e fazer  contrato. E até agora ela não conseguiu esse documento. O pior é que sei que é super fácil, ontem mesmo eu peguei o meu, não deu nenhum trabalho...

Não queria pensar que ela está com má vontade...até porque pode ser que eu esteja muito ansiosa e não esteja com paciência de esperar;...mas é que estou correndo o risco de perder o apê por conta disso..e  eu não tenho mais saco pra procurar outro lugar...

Alguém aí topa ser meu fiador°? Eu juro que sou honesta...

terça-feira, 25 de maio de 2010

...

Tem duas semanas que procuro desesperadamente, todos os dia,s um apartamento pequeno, com garagem e preço pelo menos razoável (porque preço justo eu já desisti de procurar). E tudo que eu consegui até agora foi gastar muita gasolina e ouvir gente querendo alugar quarto e sala pelo preço de uma mansão em Hollywood.

Não, eu não moro em uma mega cidade em que o número de habitantes é maior do que a metrópole comporta. Na verdade, essa província jamais poderia ser chamada de mega...no máximo uma cidadezinha do interior cheia de gente metida a besta que acha que o Inglês deveria ser o idioma oficial.

Já pensei em várias alternativas para resolver o meu problema de falta de lugar para morar...me tornar moradora de rua é minha próxima opção.

domingo, 23 de maio de 2010

sexta-feira, 21 de maio de 2010

TPM dos infernos...

Que me faz ficar feia, chata e gorda;
Que me faz sentir como se fosse a última das criaturas;
Que me faz chorar como uma doida só porque não consegui um apê descente pra alugar nessa província (SÓ?);
Que me faz procurar ver coisas que por mais que tenha passado o tempo, ainda não estou preparada para ver;

Alguém me explica como é possível ele está tão bem sem mim? Como é possível?

terça-feira, 18 de maio de 2010

Fagner -- Canteiros

Ouvi essa música hoje e puft. Já estava com lágrimas nos olhos.
Não que eu ainda sofra como antes.
Não que eu ainda te queira de volta (pelo menos não o tempo todo).
Não que eu não esteja bem e, até certo ponto, feliz...
O problema é que além disso e apesar disso, vez por outra sou levada àquele tempo em que pensar em você e estar com você era tudo de melhor que eu poderia desejar para a minha vida.
Perceber o quanto estava enganada dói.
E por mais que essa dor esteja agora disfarçada atrás de um belo sorriso, olhos brilhantes e frases de efeito, ela ainda está aqui.
E vez por outra teima em escapar e me deixar sem norte...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

No meu tempo não tinha isso....

Talvez até tivesse mas ou eu não percebia, ou eram coisas muito mascaradas. Estou falando daquilo que a Rede Globo, através de seus folhetins super modernos tem tentado espalhar por ai como sendo a coisa mais natural do mundo. Olha eu não me considero uma pessoa preconceituosa até acho que tenho a mente bem aberta. Acho que todo mundo deve ser o que é, da forma que deseja ser e sem se importar com o que os outros vão pensar.
No entanto, essa história de relacionamento a três já é moderno demais para mim. Eu não consigo conceber como é possível existir uma relação amorosa saudável entre três pessoas. Até entre duas já é complicado, imagina com uma terceira.
Não estou falando aqui dos fetiches sexuais que muitos casais possuem levando para cama uma terceira pessoa, aí estamos falando de sexo, puro e simples e não de relacionamento.
E qual é a diferença? Quando é apenas sexo existe um relacionamento entre duas pessoas que teoricamente se amam e que, pelos mais diversos motivos, desejam uma terceira pessoa , para esse momento. Depois da transa a terceira pessoa vai embora e acabou. No relacionamento a três, o trio divide tudo, convivem com igual intimidade.
Acho inconcebível. Podem me tachar de puritana ou qualquer coisa do tipo mas, sinceramente, para mim isso é uma falta de vergonha (como diria minha Avó).

Não sei mas, percebo cada vez mais forte nos meios de comunicação (televisão principalmente) uma tentativa de naturalizar as coisas em nome de uma "modernidade" aparente.
Então trios está na moda, duplas são antiquadas. Trair está super na moda. Mulheres modernas traem, homens modernos traem muito mais e tudo isso é natural, aceitável, aplaudido.

Estou aqui me referindo especificamente a novela que graças a Deus acabou de acabar, Viver a Vida. Nossa, que valores uma novela como essas quis passar? Se de um lado levantava uma bandeira super importante com relação a acessibilidade e contra o preconceito, de outro desmoralizou a família de todas as formas. Mostrou personagens sem escrúpulos, infiéis, fez uma verdadeira apologia ao sexo fora do casamento como algo absolutamente moderno e digno de ser copiado.
E o pior é pensar no poder massificador que uma novela como essas tem. Capaz de influenciar a adoção de valores totalmente desvirtuados em muitas pessoas por aí.  

Depois vejo pessoas se perguntando o que está acontecendo com as crianças e adolescentes de hoje. A resposta está aí na nossa cara. Elas estão todas aprendendo a "viver a vida" pela ótica de Manoel Carlos. E isso é uma lástima.

domingo, 16 de maio de 2010

Quem engana quem??

Conversando com uma amiga no MSN. Ela estava me confidenciando que está com um namorado super gente boa, aquele cara que agrada a família, os amigos, cachorro e papagaio. O problema, segundo ela, é que desde o começo do namoro, há aproximadamente 4 meses, ela nunca conseguiu chegar ao orgasmo em uma relação sexual com ele.
O sexo em geral é bom, ela diz sentir bastante prazer, o cara faz de tudo, é carinhoso na medida certa, inova com diferentes posições, sempre muito viril, fala aquelas coisinhas ao pé do ouvido. Tudo perfeito. Mas, apesar de todos esses fatores positivos, ela não consegue chegar ao clímax com ele. Coisa que ela consegue facilmente sozinha entre lençóis.

Como a situação é sempre muito chata, minha amiga revelou que para não constranger o pobre rapaz, ela finge o orgasmo sempre. Grita, se mexe devassamente, fala palavras que não posso escrever aqui tendo em vista o horário de exibição. Enfim, ela faz um verdadeiro circo. E, segundo a mesma, sempre funciona. Depois do espetáculo, o rapaz se satisfaz e então, se dá ao luxo de também receber sua premiação.

Ouvindo tudo isso eu fiquei aqui a pensar. Será que ele realmente acredita que ela está gozando ou ele finge que acredita para se poupar de maiores problemas e chegar logo ao que interessa (para ele)? 
Então comecei a lembrar de todas as mulheres (estou me incluindo) que já estiveram na situação de ter que fingir um orgasmo e na ingênua idéia de que o queridinho ao lado acreditou nisso.
Então estabeleci minha teoria:

Eu, considero impossível que um homem não perceba que a mulher está fingindo. 
Apenas três fatores podem alterar isso:
- Ele pode ser muito inexperiente e não conheça bem o corpo feminino;
- Ele pode ser muito distraído;
- Ele não está nem um pouco interessado se ela gozou ou não.
Todos os outros homens que se encontram fora dessas categorias estão dentro de uma outra:
-Homens que sabem que a mulher está fingindo e que, por inúmeros motivos, escusos ou não, preferem manter a encenação até o fechamento das cortinas.

Cheguei a essa conclusão fazendo apenas algumas observações básicas:
-Mulheres gritando, gemendo como loucas, fazendo caras e bocas são caricaturas de filmes pornô. Até sei que devem existir mulheres que realmente fazem isso na hora "H", mas, para não ser fingimento, tudo isso precisa ser associado a alguns fatores a seguir:

1. Aumento da lubrificação vaginal. (É claro que se estiverem usando camisinha esse ponto vai ser mais difícil de ser observado). No sexo oral é possível ter a real medida do que estou falando;
2. Pêlos arrepiados. Não posso dizer o que acontece biologicamente, mas é algo incontrolável, como uma espécie de onda de eletricidade que vai passando pelo corpo e deixando todos os pêlos arrepiados;
3. Mamilos endurecidos. Sabe quando a mulher está com frio e o mamilo fica bem durinho? É disso que estou falando. Isso também chega com a tal onda de eletricidade que citei acima;
4. E por último, e o que considero mais perceptível pelo homem, são as contrações vaginais que ocorrem no momento do orgasmo. Acho que não tem como o cara não sentir os músculos da vagina se contraindo de forma involuntária. Se a mulher não for uma praticante de pompoarismo, ela não conseguirá fazer isso propositalmente.

Bom, é claro que cada mulher é de um jeito etc. Mas acho que biologicamente é assim em todas nós.
Os gemidos, apertos, caras e bocas funcionam mais como fetiche e como forma de aumentar a excitação. Mas essas coisas por si só não caracterizam um orgasmo.

Mas talvez seja mais fácil para nós fingirmos  e mais cômodo para os homens acreditarem nesse fingimento. QUEM ENGANA QUEM? Isso não importa, se os dois estão se enganando, estão também se perdoando mutuamente. 

sábado, 15 de maio de 2010

Dá até um apertozinho no coração...

Triste história de Silvinha...

Silvinha é uma pequena bonita, quadris largos, cintura fina, lindos cabelos, um pouco provinciana e sem muito senso estético mas nada que atrapalhe o gingado do seu rebolado.
Silvinha tem namorado, um cara de sorte diriam pois tem a sorte de desfrutar de todos os gracejos de Silvinha se vangloriando aos quatro cantos por ter sido o primeiro e único homem de sua vida. Silvinha agora com 22 anos, namora o tal rapaz desde os 16 e foi com ele que a jovem descobriu as artimanhas do amor.
Silvinha se confessa apaixonada, nas palavras dela, doente de amor.
Custo a crer em tal expressão até que a mesma me relata o que acaba de acontecer. Segundo ela, desde o início do namoro o rapaz apronta e agora, fez aquilo que ela considera ser o pior de todos os casos.
Em pleno aniversário de Silvinha, ela resolve dormir na casa do namorado esperando uma super festa de aniversário, toda bonita e cheirosa. Ele então, dizendo precisar resolver um problema do amigo, sai de casa prometendo voltar logo.
Silvinha espera uma hora, duas, três e nada do problema ser resolvido. O celular desligado, ninguém sabe para onde ele foi ou que amigo é esse. Lá pelas tantas Silvinha resolve ir para casa sozinha e aos prantos.
No dia seguinte, ao atender a porta, Silvinha se depara com lindas rosas vermelhas e um cartão "apaixonado". O rapaz com lágrimas nos olhos tenta justificar o sumiço e contornar a história. Apaixonada que é, Silvinha resolve acreditar no namorado e perdoá-lo pelo desaparecimento na noite anterior.
Para compensá-la, ele resolve levá-la para almoçar com seus pais. Silvinha entra no carro enquanto o namorado fala ao telefone. No carro, Silvinha dá de cara com uma nota fiscal com a data da noite anterior e o horário do pagamento de uma soma no valor de R$ 190, 00.
Silvinha não conhecia aquele estabelecimento de nome AMADEU SALES LTDA. Resolve então ligar para o número de telefone que está na nota e ouvi do outro lado da linha a seguinte frase: DIPLOMATA MOTEL boa tarde. 
Em choque, Silvinha não consegue dizer nada, desliga o telefone e atordoada não sabe o que fazer.
Quando o namorado entra no carro, Silvinha tenta esboçar um sorriso e disfarçar o acontecido. Vai para o almoço em família, sorri é amigável e não deixa transparecer o ocorrido.
Ao voltar para casa Silvinha dá uma desculpa de que não se sente bem e vai para seu quarto chorar o presente de aniversário que ganhou. Sem falar com ele, sem pedir explicações, sem xingar ou protestar, sem matar (porque nesse caso, diante de tanta safadeza, o mínimo que ele merecia era a morte, e duvido que alguém conseguisse condená-la por isso).
Mas Silvinha não fez nada. Silvinha continuou com ele como se de nada soubesse. Tudo em nome do seu amor doentio (que eu classifico como burrice ou falta de amor próprio) e em nome de uma promessa de casamento que, se acontecer, trará ainda mais sofrimento.

Tenho pena de tantas Silvinhas que estão por aí ostentando um namoro desrespeitoso, isso sem levar em conta outras coisas. Tenho pena dessas mulheres que se gostam tão pouco que são capazes de aceitar uma barbaridade dessas em nome de um sentimento que pode ser chamado de qualquer outra coisa, menos de amor. Tenho pena dessa pessoa tão infeliz que é capaz de aceitar ser capacho de alguém e tenho pena desse idiota que ela chama de namorado por ser tão cafajeste mesmo achando que a maior culpa disso tudo é dela.

Essas coisas me deixam indignada.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

E o que eu era já não era mais...

Eu já achei que amava várias vezes..pessoas diferentes, intensidades diferentes e momentos totalmente outros.
De tudo isso ficou a sensação louca de que na verdade nunca amei verdadeiramente. É claro que senti coisas incríveis, fiquei sem sono, borboletas no estômago, chorei horrores, pensei que ia morrer quando acabava uma história. Mas ai, no fim, eu simplesmente esqueço e o sentimento passa.
Hoje encontrei um e-mail que mandei no final de 2008 a um namorado que eu tinha certeza que amava. No e-mail eu dizia que ele era sem dúvidas o grande amor da minha vida e que eu nunca conseguiria esquecer aqueles momentos e que jamais teria alguém que me fizesse sentir como ele fazia. 
Lembro de escrever o e-mail aos prantos porque ele tinha ido morar no Rio e eu não queria um namoro a distância.
Dias depois de todo esse drama, conheci outro cara e, pasmem, me apaixonei a primeira vista. Sem mais nem menos parei de pensar no ex-amor, esqueci das antigas lembranças e minhas noites em claro chorando foram substituídas por noites de sonho. 
Eu poderia dizer que meus sentimentos são promiscuos, que minha inconstância é cruel e que sou uma "zinha" qualquer sem escrúpulos e que não sei o que é o amor.
Mas eu não diria isso de mim mesma porque eu acho que na verdade todo mundo é assim. As pessoas que passam a vida sofrendo pelo amor de quem os deixou fazem isso certamente porque nunca encontraram substituto. Esse na minha opinião é o grande mal. Não existem tantos substitutos assim dando sopa por aí...mas, quando aparece, adeus amor para toda a vida. Adeus sentimentos únicos e lembranças inesquecíveis.

Digo isso porque já estive nos dois lados da moeda. Já esqueci e fui esquecida instantâneamente após dar e receber promessas de amor eterno.
Talvez por isso tenha tantas reservas em dizer eu te amo. Tenho medo de estar sendo falsa, de estar mentindo, enganando, fazendo promessas que possivelmente não vou manter.

O complicado é que agora também ando com medo de ouvir o "eu te amo". Tenho medo dos sonhos que posso criar e alimentar, dos desejos, dos planos que possivelmente não vão se concretizar.

Alguém tem o contato de um bom terapeuta? Acho que preciso fazer análise.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mais que a mim...

Meu aniversário...

 
Foi realmente um dia muito especial. Talvez seja por isso que gosto tanto de aniversários. Talvez porque eu tenha a sorte de pertencer a uma família maravilhosa e ter ao meu lado amigos que são os melhores do mundo. E foi tudo tão simples e tão bom...Como sempre é quando estou em casa.
Preciso agradecer por tanto carinho e dizer o quanto estou feliz em tê-los na minha vida. OBRIGADA!!!

Recado de Feliz Aniversário...08.05.10


"Minha querida, minha amiga, minha quase-irmã... não existem palavras que possam dar conta de expressar tudo o que eu desejo para você, não só hoje, mas em todos os dias da sua vida. Mas pode acreditar que os desejos de felicidade são imensos!!! Torço demais por você, porque sei que você é merecedora de todas essas vitórias que têm acontecido na sua vida, porque, além de empenhada e inteligente, você ama o que faz, e isso é absolutamente perceptível.
Que você continue sendo essa pessoa iluminada e especial, que a nossa amizade cresça cada vez mais e continue ultrapassando barreiras geográficas, que a gente possa sempre se divertir com as histórias do outro e aconselhar nos momentos sérios e que o MSN seja sempre esse elemento essencial nas nossas vidas, enquanto cada um de nós estiver lutando por seus sonhos e não puder morar na mesma cidade (mas eu tenho fé que isso acontecerá um dia!!!). Obrigado por ser sempre essa amiga tão presente na minha vida!Um beijo enoooooooooorme do "amigo mais querido" (FERNANDES, 2009), que adoooooooooooora você"!!!
Daniel.






E tem gente que não acredita em amizade entre homem e mulher. Esse menino é um amigo pra vida toda. Obrigada...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Qual seu objetivo na academia???

Eu quero ficar GOSTOSA...foi isso que respondi no dia da minha primeira avaliação física a aproximadamente um ano atrás.
É claro que o professor morreu de rir com esse meu ataque de sinceridade mas, se era esse o meu interesse e se ele era o responsável pelo meu acompanhamento, achei que ele deveria saber minhas reais intenções. Eu não estava lá para melhorar a saúde, para conhecer pessoas novas, para ganhar resistência (apesar de que tudo isso seria bem vindo), meu interesse top era conseguir a tal gostosura.
Isso porque em Junho de 2009 consegui chegar ao cúmulo de estar pesando 42k.  Tudo bem que sou baixinha, 1,56m mas cheguei em um ponto em que minhas roupas não seguravam, tinha que usar faixas e cintos, até o manequim 34 começou a ficar grande pra mim. As pessoas que não me viam a mais tempo se assustavam ao me encontrar tamanha era a diferença.
O pior é que eu não sabia a causa de tudo isso. Até fiz um tanto de exames pra saber se não era algum problema de saúde mas nada disso..tudo normal. Minha alimentação tem sido a mesma sempre, não sou anorexica nem bulêmica, na época que comecei a emagrecer muito, estava até namorando (talvez esse fosse o problema..rss). Enfim, a causa certa eu não sei.
O fato é que eu não conseguia engordar. E até hoje, meses depois de ter iniciado minha tentativa (frustrada diga-se de passagem) de ficar GOSTOSA, ainda me considero uma fracassada quando o assunto é engordar.
É claro que já consegui alguns poucos quilos, estou com 46k e já consigo usar manequim 36, uma super vitória (para alguém que consegue, nas férias de Dezembro, na casa da mãe, e com todas aquelas festas de confraternização de fim de ano, emagrecer 2 quilos) mas, começo a achar que ficar GOSTOSA realmente não é para mim..rss.
Suspeito que nunca terei uma bunda descente, pernas torneadas e etc.
Uma amiga da minha mãe disse certa vez que eu esperasse chegar aos 30 porque mulher nenhuma escapa dos quilos trazidos pela idade. O problema é que esses quilos eu estou dispensando, porque vão todos direcionados a um único lugar: a barriga.
Hoje já ando mais satisfeita com meu corpo apesar de achar que eu merecia coisa melhor. Mas enfim, é preciso me conformar com os fatos.
A alimentação continua a mesma mas tenho me preocupado em comer bem..adoro frutas e isso já é uma ótima coisa.
Agora já acho que meu objetivo é outro na academia. Porque pude comprovar o bem que o exercício físico diário faz a minha saúde (gripe? o que é isso?), ajuda na TPM (às vezes), me distrai, melhora a alto estima além de fazer um bem danado pro corpo. Eu, que nunca havia me imaginado por mais de um mês seguido na academia, já estou para comemorar meu primeiro ano.

E não pretendo parar...porque mesmo sabendo que nunca vou ter um corpo como o da Juliana Paes, já ando me conformando em ficar no patamar da Sandy..rsss....

Mas enfim...eu agora gosto do meu corpo, me olho no espelho e me vejo muito mais bonita e talvez, ser GOSTOSA esteja mais na cabeça da gente do que propriamente no corpo.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Aniversário e Orkut...hãm??

Bom meu aniversário está chegando e eu não canso de repetir isso já tem mais de quinze dias. Não que eu queira ser chata ou ficar lembrando as pessoas na esperança de receber presente (isso também mas não é só isso..rss). A verdade é que eu adoro o meu aniversário. Adoro receber ligações, e-mail, abraços e carinhos dos amigos.
Mas sinceramente, acho tão estranho colocar no orkut o dia do aniversário e dai vem aquela montanha de recados (se bem que nem são tantos assim tendo em vista que tenho pouco mais de cem "amigos").
Mas se parar pra analisar, a grande parte dos recados são de pessoas que nunca falam com você, e que provavelmente passam um ano todo sem lembrar da sua existência (e vice-versa) mas no dia do aniversário são os primeiros a registrar os parabéns. 
Acho muita falta de senso. Eu mesma parei de dar as congratulações por orkut já faz tempo até porque quando me sentia obrigada a desejar feliz aniversário a alguém que eu nem sabia se estava vivo ou morto, recebia dias depois um recado agradecendo pelos parabéns e pela "lembrança". Como assim? Dá vontade de perguntar a pessoa de que lembrança ela está falando. Porque eu não lembrei de nada e se o orkut não passa quinze dias com a foto da pessoa na minha página certamente eu nunca saberia o dia do aniversário. Então se quer agradecer a alguém, agradeça aos criadores do orkut...vamos ser justos.

Certa vez um amigo meu colocou outra data de aniversário diferente da dele só para testar a reação das pessoas. E não deu outra, dezenas de mensagens fofas de "feliz aniversário" "tudo de bom" "Deus te abençoe".
Essas (e muitas outras coisas) me irritam muito no orkut mas, na minha atual condição e em alguns (poucos) casos ele até que ajuda. Manter contato com os amigos (verdadeiros) por exemplo. Porque minha turma de amigos está espalhada pelo mundo. Tem um em Salvador, outro na Paraíba, outro nos EUA, outro na Espanha...outros em Fortaleza e eu aqui na província.
Então, para nós o orkut está sendo bem útil por nos permitir estar presente mesmo na ausência e compartilhar um pouco da vida do outro e tirar sarro é claro das coisas toscas que acontecem...

Então é isso...já que não tem o orkut para avisar aos amigos que é meu aniversário no sábado, eu mesma aviso..rsss. E o meu maior e melhor presente vai ser ir pra CASA..encontrar minha família e meus amigos (pelo menos os que estão em Fortal)...contando os dias...


.

domingo, 2 de maio de 2010

Maio...o meu mês...

Meu porque esse é o mês do meu aniversário e porque, de alguma forma, sempre estou feliz em maio..independente de como a vida esteja.

É um mês bonito eu acho...tranquilo.

Eu estou assim hoje, bonita e tranquila. Confiante na força de Deus na minha vida e fiel no comprimento dos meus deveres para com as outras pessoas.

Que todos os dias de maio tenham a mesma luz de hoje...

Eu sou muito feliz..essa é a grande verdade...

sábado, 1 de maio de 2010

Aconteceu outra vez...

Eu estou apaixonada. Perdidamente apaixonada.
Já faz um tempo que namoramos mas, hoje, num susto, percebi que é amor.

Porque eu não passaria o dia com ele e não veria o tempo passar se não fosse amor.
Eu não deixaria tudo de lado para poder estar junto. Não ficaria olhando para ele horas e horas sem me cansar.
Não me preocuparia com sua aparência, não perderia a fome.

Sim é amor. E acho que é recíproco.

Quem é o responsável por ter roubado meu sono e povoar meus sonhos?

Ora quem..esse blog, exatamente..esse lindo e maravilhoso blog que virou minha paixão. Confesso meu vício. Tenho vontade de escrever o tempo todo. Quando vou dormir fico pensando em coisas que queria escrever aqui. Estórias que queria contar.
Ai ai...depois de um dia todo namorando...rss...preciso ir dormir.

Foi bom pra você?

Toda volta é um recomeço...

Abri a porta e ele estava lá, parado na minha frente. Cabelo desgrenhado, barba por fazer. Jeito meio largado de quem passou o dia por ai. Só uma coisa continuava exatamente igual. O cheiro era o mesmo, inconfundível e paralisante.
Fazia mais de um ano que conversamos pela ultima vez e ele me disse que era melhor terminar. Eu não entendi como poderia ser melhor mas não tive argumentos para convencê-lo do contrário. Na verdade argumentos não me faltavam o que eu não tinha realmente, era coragem de lutar pelo amor que sentia. O que eu tinha de sobra era orgulho que não me deixou pedir que ele ficasse.

E ele foi embora. Não nos vimos mais, nenhuma palavra trocada, nenhum telefonema. Distância.
É claro que morri de saudades todos os dias. Chorei até perder as forças. "Minha alegria ficou triste". Era estranho não tê-lo por perto. Não compartilhar as conquistas. Tantas conquistas ao longo desse período e em todas elas, a tristeza por não tê-lo perto.
Das músicas que ouvi, das cidades que visitei, das pessoas que conheci tudo parecia ainda caber dentro da nossa estória.
Soube que ele estava com outra, acreditei realmente no fim. Também estive com outros mas nunca consegui ir em frente. "Depois de você, os outros são os outros e só...". Isso passou a fazer muito sentido pra mim.
E agora ele estava a ali parado na minha porta. Senti meu corpo tremer, meu coração disparar. Juro que tive que segurá-lo porque ia sair pela boca.
O que dizer? O homem que eu amava estava ali, me olhando, pedindo pra voltar.


O beijo estava ainda melhor do que eu me lembrava. O toque perfeito me fazia arrepiar. Ele ainda conhecia cada parte do meu corpo. Ele sabia atiçar o meu desejo como nenhum homem no mundo era capaz de fazer.

E não havia razões para não ser feliz. Nós "estávamos livres da perfeição que só fazia estrago".